Primeira exposição individual Bruno Barnabé

1

 

O corpo feminino, questionamentos religiosos e biopolítica são alguns dos temas da primeira exposição individual do artista paulistano Bruno Barnabé, no Espaço Walden, em São Paulo. A abertura acontece no próximo dia 17, a partir das 19h.

Influências do surrealismo e simbolismo em obras que são construídas a partir da mistura de novas tecnologias, como computação e projeção, com técnicas tradicionais tais como collage, monotipia, linogravura e pintura. Serão ao todo 16 imagens em exposição.

No dia 20 de julho, sábado, o artista irá ministrar oficina na qual compartilhará os processos que utiliza para construção de suas imagens. O horário da oficina será das 14h às 18. Com vagas limitadas.

Sobre Bruno Barnabé              

Bruno Barnabé é artista plástico e tecnólogo em design de multimídia, pelo Centro Universitário SENAC. Seu interesse pelas artes plásticas começou com a arte de rua em sua cidade natal, Indaiatuba. Estudou gravura e desenho na Central Saint Martins e London College of Communication nos anos de 2008 e 2009, quando morou em Londres. De volta ao Brasil, estudou com o poeta, ensaísta e artista plástico Sérgio Lima, um dos maiores pesquisadores do Surrealismo no Brasil. Nos últimos anos vem desenvolvendo trabalhos que mixam tecnologias digitais e analógicas para construir imagens. Atualmente divide o seu tempo entre o trabalho autoral, que envolve pesquisa na área de pintura, collage e gravura, e os trabalhos de cenografia, design e ilustração.

Sobre o Espaço Walden

O espaço, idealizado por Cesar Zanin e Mariana Cetra, funciona desde abril de 2012,  fomentando a produção cultural e incentivando a criação artística através da organização e da execução de projetos independentes ligados a música, literatura, cinema, artes plásticas, teatro, fotografia, jornalismo, cultura digital, línguas e viagens. Trata-se de um abrigo cultural, onde pessoas interessadas em cultura divertem-se e trocam conhecimento. Esse abrigo celebra a diversidade, o humanismo, a cultura-pop, a independência; incentiva os pontos de vista e iniciativas que demonstrem modos de vida simples, olhares sobre o conceito de liberdade, que mostrem que é possível ser feliz vivendo de forma diferente

2

Serviço:

1ª exposição individual Bruno Barnabé
Lançamento 17 de julho de 2013, quarta-feira, a partir das 19h
Exposição: 18 a 31 de julho de 2013

Horário: quartas, quintas e domingos da 19h à meia-noite; Sextas e sábados das 19h à 1h.
Local: Espaço Cultural Walden
Praça da República, 119 – Centro | São Paulo – SP
Tel.: (11) 3159-2861

Workshop de técnicas experimentais de composição para construção de imagens
Data:
dia 20 de julho, das 14h às 18h.
Local:
Espaço Cultural Walden (Praça da República, 119 – Centro | São Paulo – SP)
Inscrições no e-mail: esp.cult.walden@gmail.com (vagas limitadas)
Valor: R$ 15 

 

Vamos? ;)

Alou artista: o Google te ajuda a colorir a cidade :)

Alou você que colore as ruas!

Se você não for um criminoso eu te adoro, rs

Sério, tem artes que fazem aqui por SP (e outros lugares também, mas SP é onde mais frequento, né) que eu olho e falo “caral*o, que lindo!!” e admiro a arte e o artista.

Mas sabemos que nem todos os lugares são free para pintar.

Pensando nisso, o oráculo Google lançou o Color + City. Um genialíssimo aplicativo que cadastra artistas querendo pintar e locais públicos doados para serem pintado.

Aeeeee, celebremos \o/

gc+c1

 

Você também achou incrível? Pois é :)

E o aplicativo é facinho de mexer. Testei como doadora de local e como artista e aparece um mapa super intuitivo e informações completas do local, sem burocracia, com legenda… tudo como deve ser.

gc+c2

Nem estou ganhando nada pra isso, mas recomendo. (y)

Usa lá e depois manda a foto da sua arte aqui que a gente divulga, ok?

Be creative!

Anamorfose. Is this real life? (O.o)

Assistam ao vídeo e questionem-se: “Is this real life?”

Sim! Isso é “anamorfose”. Uma técnica usada para distorcer o ponto de vista de um objeto em 2D, para parecer que ele tenha 3 dimensões.

Maneirasso, né!

E essas coisas aí na sua mesa. 2D ou 3D? Tem certeza? ;)

Pokemóns by Tim Burton

Antes de você falar “Ai Aaaaaaudrey, Pokémons? Afe, eu já cresci!“, eu sei, amiguinho.

Na real, assumo aqui publicamente que eu nunca assisti uma temporada inteira de Pokémon (ou Pocket Monsters, há!) também, mas tenho miniaturas dos bichinhos porque eles são uns lindos e realmente se proliferam, afinal, todo o mundo os conhece.

Maaaas, o Tim Burton eu sei que você conhece, já assistiu, gosta e záz, então continua lendo o post aqui, que a coisa está boa hoje, rs

E se… tivesse uma série especial cult de Pokémons desenhados pelo mestre Tim Burton?

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eu iria colecionar. =D

Disney Female Zombie

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Via http://clocktowerman.tumblr.com/

Death Stormtrooper

 

 

via http://www.aono.bigcartel.com/product/death-trooper-aono-x-asa-collab-may-the-fourth-tee

A loja do metrô de SP!

Paulista que é paulista usa o metrô!

E para turistas que visitam a megalópole paulistana, um tour de metrô pela linha verde é kinda quase que obrigatória! :)

O metrô sempre foi um ícone bastante forte na cultura urbana. Sendo assim, nada mais oportuno que uma loja do metrô de SP, não é mesmo?

O fotógrafo Felipe Morozini foi convidado pela SP LOVES YOU para desenvolver uma linha de objetos que fará parte da primeira loja própria do metrô de São Paulo, que a partir de outubro oferecerá ao público produtos de arte e design, além de peças utilitárias. Inspirado por referências arquitetônicas da cidade, como o edifício Copan, o Terraço Itália e o prédio do Banespa, Morozini será responsável pela criação de aproximadamente 16 peças, as quais variam de pratos, capas para celulares e iPads a guarda-chuvas.

Minha paixão por São Paulo é longa e intensa. Todos sabem. Espero corresponder à altura com a responsabilidade [de desenvolver a primeira linha de objetos de design e souvenires para o metrô da cidade]. É uma honra para mim”, contou Morozini ao FFW. O fotógrafo ainda disse que “essa será apenas a coleção de estreia de uma infinidade de produtos (ao todo serão mais de 40 itens)“.

Maneirasso!

O símbolo do metrô constitui algumas peças, mas não é elemento presente em todos os objetos. A iniciativa de criar uma loja própria para o metrô paulistano é pioneira no Brasil, e certamente será fonte de benefícios para esse meio de transporte e para a divulgação de artistas locais. Os produtos estarão disponíveis a partir de outubro, quando as lojas serão inauguradas, no entanto, não há data exata confirmada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Qualquer novidade da loja mais urbana da cidade, rs, aviso vocês por aqui :)