Making Of Mortal Kombat

Se você tem 20 e poucos anos e gosta de video-games, com certeza se empolga quando ouve um “Finish Him(e automaticamente faz cara de mal) e já quase teve bolhas nos dedos tentando executar os Fatalities, Animalities, Babalities e Brutalities sangrentos de uma das franquias que mais renderam adeptos nos anos 90.

Mortal Kombat revolucionou o mundo dos games de luta, pois usava imagens digitalizadas de atores de verdade. Alguns jogadores nem reparavam, mas os mais fanáticos pelo game (como eu) se perguntavam: Como será que é feito isso?

Pois fuçando na interwebs me deparei com um making-of da produção desse maravilhoso e antigo game. É sensacional, confiram:

Este slideshow necessita de JavaScript.

E como o Infutilidades é legal pra caramba, deixo aqui para vocês enfartarem, um canal do Youtube só com behind the scenes e making ofs de Mortal Kombat. Me morri!!

Anúncios

FOURSQUAROPOLY

Oi!

Todos nós que já jogamos Banco Imobiliário e hoje usamos o Foursquare tivemos essa ideia (que saudade de usar acento na palavra idéia).

No fundo, todos nós sabíamos que isso ia acontecer… mas chegou o grande dia! Quer dizer, quase, rs…

Os espertinhos Deanna McDonaldSean Tiraratanakul e Jaclyn Shelton colocaram em prática a magnífica idéia de juntar o Banco Imobiliário – no inglês Monopoly – e o Foursquare para criar o tan dan dan daaaaannn FOURSQUAROPOLY.

Aeeeeeeeeee!! Na telinha do seu celular, o jogo deve ficar assim:

Audrey, eu cliquei no link e não consigo jogar! Não consigo linkar minha conta. Não consigo me cadastrar! Rélp! Estou desesperado e... caaaalma cocada. Você leu o ‘quase’ alí em cima? Pois é, o game ainda não lançou. Fuén. Mas não precisa ficar triste, já já vem, rs…

Enquanto aguardamos o lançamento oficial, deixo o vídeo (em inglês, sem legendas) para despertar a curiosidade de vocês:

 

Breve você poderá ser dono da Av. Paulista, Rua Augusta, Farol da Barra, Pelourinho, ganhar um dinheiro com hotéis no Corcovado, etc, etc…

Ah, e se você quiser saber das novidades do jogo antes da gente postar aqui, segue o twitter deles =)

Game: De Volta Para o Futuro

A maioria dos loucos por videogames são também loucos por De Volta Para o Futuro, e depois de algumas tentativas frustradas na época dos 8 bits, e em comemoração aos 25 anos da trilogia, Marty McFly e Doc Brown estão de volta!

Antes

Depois

A produtora Telltale Games criou 05 jogos que serão lançados a partir deste mês e vai até abril de 2011. Além do PS3, saí também para PC, Mac e iPad.

E se vocês querem ganhar o 1º episódio para PC, se cadastrem aqui!

Nunca evoluí no vídeo game

No quesito vídeo game, nunca fui de jogos muito alucinantes, difíceis, complexos e coisas nesta linha. Sempre gostei de assistir meu irmão jogando, acompanhando as dicas em revistas e hoje em dia na internet, mas de jogar, nunca me arrisquei.
Comecei com Super Mario e me arriscava num Donkey Kong no Super Nintendo de meus primos (nunca tive um Nintendo).

No meu Mega Drive a fita do Sonic só saía quando meu irmão queria e olhe lá. Daí um dia meu pai resolveu colocar um som legal no carro dele, e impiedosamente trocou o nosso querido vídeo game por um rádio mais moderno. Chorei.

Porém algum tempo depois chegou em casa o Playstation 1, que modernidade! Mas para mim não rolava nada de Resident Evil, Tomb Raider, Gran Turismo… Eu só jogava Crash, todos os dias antes ou depois da escola. Tinha uma ânsia de fechar as fases e matar os chefes, e de vez em quando eu jogava Spyro, um dragão endiabrado.
Passaram-se anos, fui parando de jogar, o vídeo game foi ficando ultrapassado e meu irmão rifou o aparelho e todos os jogos (ficou com o dinheiro todo pra ele) e ficamos mais alguns anos sem vídeo game nenhum.

Juro que sentia falta desses joguinhos, meu irmão encarou bem, pois substituiu facilmente os jogos do vídeo game pelos jogos do computador. Eu sempre achei botões teclas demais…
Mas para minha felicidade surgiu em casa o Playstation 3, que modernidade²! Mas pra mim continua não rolando jogos alucinantes, difíceis e blá blá blá. Além de poder jogar Sonic e Crash (que eu ainda não possuo por contensão financeira), tem agora o maravilhoso The Little Big Planet, o que era impossível para mim, inventaram um jogo a altura, bobinho para uns, mas incrivelmente inteligente para mim, divertido, bonito, estratégico, envolvente, educativo, colorido, criativo, interativo e mais um monte de adjetivos bons. Minhas tardes de domingo são quase sempre acompanhadas dos bonequinhos de pano.

Te adoro Sackboy!