Abre novo bar na Rua Augusta com o tema “Séries”

Imagem1

 

Sabe quando você é novão e tem sonhos mas não tem dinheiro? Nessa fase, tenho certeza, você já chamou um amigo e falou: “Eu queria montar um bar…”

 weshouldgetabar

Pois é. Como meu $$ ainda não foi o suficiente, eu aguardava o dia em que alguém faria um bar no estilo dos que eu sonhava e (tandaaaannn) aparentemente esse dia chegou!

Depois da Luderia e do Gibi Geek, inaugurou ontem na famosíssima Rua Augusta, o Season One Arts & Bar.

“De acordo com os donos do estabelecimento, fanáticos por séries, a ambientação do lugar lembra um estúdio de gravação. Além disso, na programação das noites por lá estão festas relacionadas ao tema, encenações teatrais e exibição de episódios especiais.

Para comer, eles disponibilizam algumas comidinhas gourmet (óbvio, é na Augusta), como a coxinha de lombo com geleia de caipirinha e bolinho de berinjela à parmegiana. Não há ainda cardápio de drinks, mas há cerveja.”

Certamente iremos em breve, mas quem for antes, fazfavô de comentar aqui a experiência e nos convidar caso for voltar lá. Espero que a visita seja legen… wait for it.. dary!!

Bazinga!

Os Bastidores de “A Familia Dinossauro”

Eu revi esse vídeo inúmeras vezes.

Eu não sei se isso acabou com a minha infância e imaginação ou se me fez querer mudar de profissão e sair daqui correndo gritando “eu sou um dinossauro” e gravar uma série sobre essa minha nova vida.

Mas lá vai, espero que gostem :)

Assista Filmes Brasileiros Completos pelo Youtube

Como está escrito no título do post “Assista Filmes Brasileiros Completos pelo Youtube”.

Afinal, a internet está aí pra isso também, não é? :)

Prepare o fone, o local confortável, a pipoca, a companhia (ou não)…

Acesse esse canal do tubiu http://www.youtube.com/playlist?list=PL9CBB5A6C86BEA452 e enjoy!

 

Filmmaker of the Month Brasil

Olá você com uma câmera profissional na mão! Ok, aspirantes a videomakers também, oi! :)

Você conhece o projeto ““Filmmaker of the Month Brasil”?? Então vem cá que o Infutilidades te apresenta:

Como diz no próprio site do projeto: O “Filmmaker of the Month Brasil”  foi uma iniciativa da Poptent Brasil para recrutar, incentivar e promover os filmmakers brasileiros. O país é conhecido internacionalmente por exportar profissionais talentosos, criativos e inovadores (yeah!), e a Poptent tem como um de seus objetivos promover o encontro destes promissores filmmakers com grandes marcas globais.

Adorei a idéia! Afinal, que filmmaker se dá bem mofando em casa, não é mesmo? Onde esse ser humano vai encontrar referências, desenvolver a sua criatividade, conhecer outros mundos, trocar experiências, conversar com outros profissionais da área, experimentar lentes, luzes, cores, efeitos, etc, etc? Se você respondeu ‘na internet’, na boa, vai viver, amiguinho!

Bom, ainda citando o site do projeto, através de projetos de cocriação, que resultam na criação de diversos tipos de conteúdo audiovisual, os filmmakers podem produzir vídeos para grandes marcas, explorando sua independência criativa, além de correr o risco de ver seu trabalho sendo exibido para milhões de pessoas no mundo todo, como o intervalo do Super Bowl, que foi assistido este ano por mais de 110 milhões de americanos! E claro, os filmmakers são pagos (fuckyeah$$) diretamente pelas marcas pelos vídeos escolhidos para suas campanhas.

Fiquei sabendo que o próximo é Skol hein!

Se interessou? Então primeiro conheça os finalistas do projeto: Davu3DFXRafael LongoAlex KunderaRafael Saar,Pedro MagalhãesBruno BockCafundóHudson ViannaNimboos e Dacio Pinheiro (clica no nome de cada sortudo pra ver a obra filmada em sua autoria tá) E pra participar, clica aqui e boa sorte ó!

Aliás, o grande vencedor desta primeira edição do projeto foi o Dácio Pinheiro clap, clap, clap, clap!

Orgulho, Brasil!

Helvetica – O Filme

Oi! =)

Bom, o sujeito do post de hoje dispensa apresentações porque você a conhece. Há um tempo a internerd fala desse assunto também, então…

Sabe a Helvetica? Sim, a fonte… essa mesma, simplezinha, sem serifa e tal… Tá, vou apresentá-la, rs… A fonte HELVETICA foi desenvolvida em 1957 (aaaêêê, você não era nem nascido né!!) pelos designers Max Miedinger e Eduard Hoffman, com o intuito de ser uma fonte de tipografia neutra, clara e sem significados intrínsecos em sua forma, além de poder ser usada em uma variedade de sinais, mas principalmente para o design gráfico.

Falei um monte e não falei nada?

Tá, mas dentre tantas e tantas fontes a Helvetica é tão bonitinha, querida e importante que essa danada ganhou até um filme!

Opa, peraí, caceta! Audrey, é só uma fonte. O que catzos ela tem de tão fabuloso que ganhou um filme?? Bom, galerê, também não sei ainda, mas simpatizo com a fonte e vou assistir o filme pra descobrir isso, ok. E convido vocês à fazerem o mesmo. Uma coisa que eu percebi é que essa fonte tão jeitosa toma minha vista todos os dias. A percebi no metrô, em placas, em cartazes, em banners, em outdoors, em camisetas, ou seja… ela realmente faz a diferença e está por aí, é só prestar mais atenção.

O filme, ou documentário, é do diretor Gary Hustwit e obviamente não fala só da fonte estrelinha. O longa também discursa sobre todo um cenário de cultura visual, como isso surgiu, a importância desse tema nos tempos atuais, a evolução do design nos últimos 50 anos, aspas de designers conhecidos e aclamados, como Massimo Vignelli, Erik Spiekermann, Matthew Carter, Paula Scher, Neville Brody e outros.

Pra quem ficou intrigado e que saber mais, deixo o trailer pra aguçar ainda mais, rs…

 

Audrey, me interessei! Arrááá, eu sabia!! Entra no site do filme e divirta-se! Tem até um link pra você comprar o DVD caso você crie uma paixão por ela, rs…

Marx Brothers

Comédia. Nova York. 1930 a 1950.

Harpo tem esse nome artístico por ser um ilustre harpista dedicado ainda criança. Chico, um excelente pianista. Groucho (sim, o Groucho Marx) tocava guitarra e era cantor. Os irmãos formaram os ‘3 Marx’.

E havia mais 2 irmãos, Zappo e Gummo, que também eram vocalistas. Estava formado os ‘Marx Brothers“.

Os 5 irmãos foram se apresentar no Teatro Opera House, no Texas. Durante a apresentação a platéia correu para a rua, interrompida por uma gritaria. Groucho, irritado, começou a fazer comentários depreciativos sobre a platéia no microfone. Os poucos que ficaram, riram. Os que voltaram também.

A família então, percebeu que os irmãos tinham um potencial cômico natural. Desenvolveram textos banalizando suas características próprias, fatos rotineiros… ensaiaram em casa, fizeram pequenas apresentações no bairro, na cidade, em datas comemorativas, voltaram ao teatro, assinaram com a Paramount, foram para a TV, gravaram filmes e estava criada a comédia como conhecemos hoje.

Pra você entender melhor, veja:

Após isso, os filmes longa metragem como Duck Soup e A Night at the Opera foram selecionados pelo American Film Institute como uma das 100 melhores comédias de todos os tempos.

Qualquer semelhança com Chapolin, O Gordo e o Magro, Os 3 Patetas, Mazzaropi e outros, é mera influência. ;)

A Fórmula Secreta da Coca-Cola

(Eu tenho que pagar alguma coisa por usar o nome da Coca aqui?)

Seeeenta que lá vem história…

Tudo começou com John Pemberton (Atlanta/EUA) que foi farmacêutico na Guerra Civil Americana. Ele voltou de lá e lançou uma bebida alcoólica chamada “Pemberton’s French Wine Coca” como uma bebida “intelectual, vigorante do cérebro e tônica para os nervos”, formada à partir de uma mistura de folhas de coca, grãos de nós de cola e álcool.

Vocês prestaram atenção? Folhas de coca + Álcool. Preciso argumentar mais alguma coisa?

Bom, o puritanismo religioso fechou o comércio de bebidas alcoólicas do Sr. Pemberton, dai ele misturou água carbonada e açúcar na bebida que ele já tinha, fez um xarope e vendeu novamente. O povo gostou! O povo adorou! Só que o Sr. Pemberton ficou doente e precisou de dinheiro, dai vendeu a fórmula para o empresário Asa Griggs Candler e morreu. Esse cara sim, gênio! Registrou a marca, colocou em garrafinhas charmosas, fez um rótulo atrativo, e enfim, deu início à misteriosa bebida sem sabor definido que conhecemos hoje.

O segredo da Coca-Cola? Bom, eu não posso contar, mas se você quiser, pode tentar descobrir no comercial que a Coca lançou ontem:

A História da Coca-Cola inicia com a chegada do farmacêutico John Pemberton na cidade de Atlanta nos Estados Unidos, logo após a Guerra Civil americana. O mesmo havia acabado de participar da guerra e estava disposto a mudar de vida, em busca de uma nova clientela que comprassem suas ideias e medicamentos. Por não ter, nenhuma habilidade em vendas, sempre fracassou em suas criações, até conhecer o contador Frank Robinson, que acaba tornando-se sócio.

  • 1884 – Foi lançada a bebida alcoólica chamada “Pemberton’s French Wine Coca”, anunciada como uma bebida intelectual, vigorante do cérebro e tônica para os nervos,[1] sendo, inicialmente uma mistura de folhas de coca, grãos de nós de cola e álcool.[2]